ACESA Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura . Brasil

Acesa Girau do Mearim - Maranhão

Geral


Apoio no cultivo de hortaliças e criação de pequenos animais

05/09/2019

Dados do Projeto: Agricultura Familiar Agroecológica: Cultivando sonhos, dando eco a Vida.

Parceiro: MISEREOR

Nome do Projeto:

Melhoria do Cultivo de hortaliças, criação de pequenos animais (ovinos, galinhas caipiras) e a implantação de um viveiro de mudas.

Família responsável pelo Projeto: Antônio Domingos Rocha, Francisca Lima, Tiago Lima Rocha.

Em qual setor/área produtiva o projeto se encaixa?

Hortaliças, criação de pequenos animais (ovinos, galinhas caipiras) e a implantação de um viveiro de mudas.

Objetivo/Para que serve esse projeto?

Fornecer água de qualidade para a família, contribuir no desenvolvimento de atividades produtivas e melhorar a qualidade de vida da família. A partir da perfuração do poço, a família está suprindo suas necessidades cotidianas de água e desenvolvendo atividades produtivas na Unidade de Produção Familiar – UPF.

O projeto tem como prisma, a participação da família nas atividades produtivas, no sentido de agregar valores social, cultural e econômico a produtividade familiar.

Etapas a serem realizadas: A família já desenvolve a criação de galinhas caipiras e ovinos. A partir da perfuração do poço, foi iniciada a implantação de um viveiro de mudas com a realização de mutirões solidários com a participação de sócios e não sócios da ACESA. O resultado dos mutirões foi à construção da estrutura física do viveiro, mas ainda algumas etapas a serem realizadas, como por exemplo, a instalação do sistema de irrigação no viveiro, assim como a produção de mudas e o plantio de espécies medicinais e hortícolas na área.

Orientações técnicas: Desde a implantação das atividades na Unidade de Produção Familiar, que estão sendo repassadas orientações técnicas relacionadas ao local do viveiro, ao tamanho, quais espécies a serem cultivadas no viveiro, entre outras orientações relacionadas as atividades produtivas que estão sendo desenvolvidas com a família.

 

Por: Gracileia de Brito


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Seminário de Mulheres e Agroecologia

23/08/2019

A Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agroecologia – ACESA em parceira com a Rede de Agroecologia do Maranhão – RAMA, realiza nos dias 23 e 24 de agosto de 2019, o Seminário de Mulheres e Agroecologia com o tema: “Território Sagrado, Bem Viver e Feminismo”, na sede da União das Associações Das Escolas Família Agrícolas do Maranhão – UAEFAMA. Nesta edição, o Seminário reúne mulheres de todo o estado do Maranhão, representando suas organizações e traz o objetivo de resgatar e construir “novos” saberes acerca da relação existente entre o sagrado feminino e agroecologia como enfrentamentos das violências de gênero dentro dos territórios.

Para mulheres agroecológicas, a Agroecologia tem sido um caminho coletivo de construção de uma filosofia de vida que, a partir de uma forma de pensar e fazer a agricultura, propõe relações justas, igualitárias e equilibradas entre as pessoas e dessas com o ambiente, orientando assim visões de mundo, ações cotidianas, atuações políticas e práticas produtivas, de consumo e da construção de novas relações sociais pautadas nos valores da ética, solidariedade, reciprocidade e princípios da precaução e responsabilidade.

As mulheres rurais, urbanas e os povos e comunidades tradicionais são protagonistas deste movimento, renovando conceitos e práticas, estando a frente de processos de transição agroecológica, do reconhecimento e valorização de sistemas agrícolas tradicionais sustentáveis, resistindo aos avanços da mercantilização da vida e da natureza.

SEM FEMINSMO NÃO HÁ AGROECOLOGIA!


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Monitoramento de Vivência Agroecológica

08/08/2019

Arquivo Acesa

Dados do Projeto

Nome do Projeto: SEMEAR – Agricultura, Educação e Sustentabilidade na Diocese de Bacabal

Parceiro: DIE STERNSINGER / KINDERMISSIONSWERK

Família responsável pelo Projeto: Antônio (Seu Tucum) e Raimunda (Dona Raimundinha)

Em qual setor/área produtiva o projeto se encaixa? Toda a Unidade de Produção Familiar

Objetivo/Para que serve esse projeto?

Monitoramento e acompanhamento das atividades desenvolvidas pelos alunos oriundos das Escolas Famílias no período da vivência na qual os/as mesmos/as se propõe a colocar em prática os ensinamentos adquiridos nas EFAS, bem como ter nesse momento a troca de saberes com as famílias e suas técnicas de produção.

Desenvolvimento do projeto

A ACESA juntamente com as Escolas Famílias vem desenvolvendo a vivência agroecológica que contempla a prática pedagógica (conhecimento) adquirida pelos/as alunos/as no âmbito das Escolas Famílias, aplicando nas Unidades de Produção Familiar dos/as sócios/as da ACESA.

Nesse período (julho), tivemos a realização da Vivência na Unidade do Agricultor Antônio (Seu Tucum) e Raimunda (Dona Raimundinha) que residem na comunidade Fazenda Conceição – São Luís Gonzaga, MA. Onde os alunos Ailton S. Sousa e Aelison S. Araújo, da Escola Família Agrícola Roseli Nunes – Lagoa Grande do Maranhão, a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos na Escola dentro da UPF da família. [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

ACESA lança Campanha sobre Consumo Consciente

03/06/2019

Entenda o que é o consumo sustentável e a importância de aderir essa prática.

A humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra. Se os padrões de consumo e produção se mantiverem no atual patamar, em menos de 50 anos serão necessários dois planetas Terra para atender nossas necessidades de água, energia e alimentos. Não é preciso dizer que esta situação certamente ameaçará a vida no planeta, inclusive da própria humanidade. A melhor maneira de mudar isso é a partir das escolhas de consumo.

Todo consumo causa impacto (positivo ou negativo) na economia, nas relações sociais, na natureza e em você mesmo. Ao ter consciência desses impactos na hora de escolher o que comprar, de quem comprar e definir a maneira de usar e como descartar o que não serve mais, o consumidor pode maximizar os impactos positivos e minimizar os negativos, desta forma contribuindo com seu poder de escolha para construir um mundo melhor. Isso é Consumo Consciente. Em poucas palavras, é um consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade. [+]


Conteúdo relacionado: Campanhas, Destaque, Geral, Notícias

ACESA participa do VIII Encontrão das Quebradeiras de Coco Babaçu

07/02/2019

Cerca de 300 quebradeiras de coco babaçu do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins além das instituições parceiras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu e convidados se reúnem no VIII Encontrão intitulado “Mulheres quebradeiras de coco: Resistência nos babaçuais”. A atividade, que elegerá a coordenação geral do MIQCB, será realizada de 07 a 09 de fevereiro, pela primeira vez em terras paraenses, precisamente em  em São Domingos do Araguaia.

Durante os três dias de programação, além da eleição para a coordenação geral e confirmação das coordenadoras regionais (eleitas ao longo da realização dos Encontrinhos), serão definidos o Planejamento Estratégico do MIQCB para os próximos cinco anos e apresentados o novo Estatuto do Movimento. Vale ressaltar que desde novembro foram realizados Encontrinhos nas seis regionais do MIQCB nos 4 estados (MA,PA,PI e TO). Durante as atividades foram trabalhados três eixos estratégicos para o Movimento: Acesso livre ao Território e Babaçu, Educação Contextualizada e Acesso ao Conhecimento e Economia Solidária.

As dificuldades e oportunidades levantadas ao longo dos Encontrinhos serão consolidadas no Planejamento Estratégico do MIQCB. Entre os temas abordados: o desafio do acesso livre ao território onde estão os babaçuais, a queima das florestas do coco babaçu e das pindovas (palmeiras jovens de babaçu), as violências físicas e psicológicas sofridas pelas quebradeiras de coco babaçu.

 Fonte: https://www.miqcb.org/single-post/2019/02/02/Encontr%C3%A3o-das-Quebradeiras-de-Coco-Baba%C3%A7u-acontece-em-S%C3%A3o-Domingos-do-Araguaia-no-Par%C3%A1

Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Calendário da ACESA 2019

14/01/2019

Compartilhamos o nosso Calendário de 2019 que tem tema: É tempo de semear sementes de democracia e vida. Queremos com essa ideia, dialogar a cerca do nosso entendimento sobre agroecologia enquanto ciência que busca nas práticas e saberes ancestrais as respostas e soluções para a preservação da biodiversidade e da sustentabilidade dos modos de vida e de produção de alimentos.


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

VIVÊNCIAS AGROECOLÓGICAS NA ACESA

19/11/2018

 

É o momento em que jovens oriundos das Escolas Famílias Agrícolas – EFAs passam certo período em uma Unidade de Produção Familiar – UPF que desenvolvem trabalhos da Agricultura Familiar com base na Agroecologia. Nesse tempo os alunos são integrados nas atividades desenvolvidas juntamente com a família a partir de um planejamento prévio das atividades. A troca de saberes os mesmos são oportunizados a colocar em prática a teoria aprendida nas escolas através da metodologia do aprender-fazendo.

Como funciona e quem participa

Atualmente, temos experiências com 10 Escolas Família Agrícolas – EFAs.

Cada EFA apresenta a demanda de vivências (estágios), faz-se a elaboração do calendário em conjunto com as famílias que recebem as crianças e adolescentes. Posteriormente os alunos/as são direcionados as Unidades de Produção Familiar – UPF, onde aluno/a, família e técnico/a fazem um planejamento prévio das atividades e então os/as alunos/as são integrados nas atividades desenvolvidas juntamente com a família.

Cada Unidades de Produção Familiar – UPF recebe com apoio do projeto (implementado em parceria com Kindermissionswerk) para custeio nas despesas com alimentação e transporte dos/as alunos/as). [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral

A ACESA apoia a Caravana Semiárido Contra a Fome

31/07/2018

Caravana Semiárido Contra a Fome

A Caravana Semiárido Contra Fome começou na sexta-feira, 27 de julho, partindo do município de Caetés, no agreste pernambucano.  A pequena cidade é conhecida por ser a terra natal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na principal praça de Caetés, às 16 horas, aconteceu um ato político e cultural que marca o início da caravana. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de três mil pessoas, vindas de diversas regiões do nordeste. O ato também conta com a presença do trio de mulheres “As Severinas”, e dos artistas Paulo Matricó e Jorge Filó.

De Caetés, a caravana seguirá para Feira de Santana, na Bahia. Serão três ônibus que vão cruzar o Brasil para chamar a atenção da sociedade e dos agentes públicos do Estado sobre os riscos da volta da fome e da prisão política do ex-presidente Lula. [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

ACESA lança projeto realizado em parceria com MISEREOR

04/07/2018

A ACESA lançou no último dia 02 de julho em sua sede em Bacabal o projeto Agricultura Familiar Agroecológica: Cultivando sonhos, dando eco a vida, com a presença da diretoria, associados e equipe técnica da ACESA, além das organizações ASSEMA, ActionAid Brasil, Comissão Pastoral da Terra, UFMA, AVESOL, Rede Agroecológica do Maranhão, EFA de Pio XII, NEA UFMA. O Projeto é realizado na cooperação com MISEREOR.

O projeto em questão é uma continuidade do projeto Agricultura Familiar: Construindo Igualdade, e prevê ações que ultrapassam a dimensão econômica, considerando também a questão ambiental, social, cultural e política. O trabalho de acompanhamento, tendo como base os princípios agroecológicos, interliga-se ao modo de conceberem a vida, o cuidado com a terra, com a água, as suas relações sociais e com a natureza, consigo e com as/os outras/os.

Esses cuidados com a vida estão relacionados ao não uso de agrotóxicos, à segurança nutricional, à soberania alimentar e à preservação dos recursos naturais porque “não queremos o mal para nós nem para os outros e a agroecologia contribui com a melhoria da qualidade de vida em todos os sentidos”.

O projeto pretende atender diretamente 800 pessoas, sendo 40 famílias associadas em 24 comunidades, 08 Escolas Família Agrícola EFAs, 03 Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR. Ao todo nessas comunidades vivem aproximadamente 1000 famílias que são indiretamente beneficiadas com o trabalho da ACESA.

As famílias de agricultores (as), assentadas e agroextrativistas beneficiarias do projeto, são oriundas de comunidades rurais com questões comuns, motivadas inicialmente pela luta e conquista da terra e atualmente de forma resistente, buscam alternativas para permanecerem em suas comunidades de origem, valorizando seus saberes, cultura e o desejo coletivo de desenvolverem a agricultura com princípios agroecológicos, numa perspectiva de sustentabilidade tanto das famílias como da preservação da agrobiodiversidade de suas comunidades.

Objetivamente, o projeto pretende o “Empoderamento socioeconômico de agricultores e agricultoras familiares a partir da produção agroecológica, comercialização solidária e acesso às políticas públicas na Diocese de Bacabal”. [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Fundação Grupo Esquel Brasil publica resultado EDITAL DE CONVOCAÇÃO N° 001-2018

18/05/2018

Fundação Grupo Esquel Brasil, por intermédio da Comissão Especial do Processo Seletivo do EDITAL Nº 001/2018, torna público os nomes das candidatas selecionadas do processo seletivo dos territórios 0101 e 0102 ADES/ São Luís, Baixada Maranhense, Campos e Lagos e Munim, abaixo relacionados:

  • Isabel Lima
  • Marta Santos
  • Simone Sousa
  • Rubenice Rodrigues

Agradecemos aos demais candidatos que participaram deste processo, e informamos que iremos adiciona-los ao nosso banco de dados, caso haja disponibilidade de novas para que possamos entrar em contato.

Atenciosamente,

Silvio Rocha Sant’Ana
Diretor-Presidente


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

« Página anterior Próxima página »

Parceiros Misereor Kindermissionswerk PPP-ECOS Programa Pequenos Projetos Ecossociais
DoDesign Brasil