ACESA Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura . Brasil

Acesa Girau do Mearim - Maranhão

Notícias


Relatório Anual da ACESA 2020

25/02/2021

Em tempo, 2020 foi um ano em que as organizações e movimentos sociais muito se articularam ara pensar estratégias coletivas de enfretamento e combate ao COVID 19, no sentido de atender de forma urgente, ágil e rápida os problemas ocasionados. Uma crise social e econômica se instaurou levando o país novamente ao mapa da fome, e essas instituições se articularam construindo estratégias para que as famílias desenvolvessem o autocuidado e produzissem para seu autoconsumo.

Queremos celebrar essas aprendizagens, esta forma de apoiar, sustentar e acompanhar as famílias e suas comunidades, em seu trabalho de resiliência e resistência nos fazendo lembrar “que Dignidade é costume”, como afirma o movimento zapatista. Celebramos o poder das mulheres e juventudes que estão na vanguarda de todos os movimentos sociais e que fazem suas, todas as causas. Celebramos a experiência de quem voltou e semeou, para que hoje sentíssemos mais amor humano e solidariedade. Celebramos a visão, coragem e a esperança de nossos parceiros em rede, nossos financiadores e apoiadores.
Relatório 2020 – ACESA


Conteúdo relacionado: Destaque, Documentos, Geral, Notícias

Violência contra a mulher camponesa ocorre dentro e fora de casa, diz diagnóstico

25/01/2021

Violência dentro e foram de casa. Esta é a situação vivenciada por mulheres rurais no Maranhão. De um lado, a violência doméstica, que muitas vezes é silenciada pelo medo. Do outro, as ameaças de fazendeiros e empresas que as impedem de obter os recursos naturais para a sua sobrevivência. Isso tudo ocorre em um ambiente onde não existem delegacias especializadas para atendimentos a elas, o que leva ao medo e desestímulo para denunciar.

Diagnostico violência ACESA e RAMA
Esta é a conclusão do Diagnóstico da Violência sofrida por Mulheres Rurais no Maranhão, produzido pela Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura (Acesa) e a Rede de Agroecologia do Maranhão (Rama) e o GT de mulheres da Rama. A elaboração do diagnóstico contou com o apoio do Fundo de Ações Urgentes da América Latina e Caribe e faz parte da campanha “Com violência doméstica não há agroecologia”, desenvolvido pela Acesa e Rama e GT de Mulheres da Rama.

[+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Documentos, Geral, Notícias

Associações agroecológicas lançam campanha de combate à violência contra a mulher no Maranhão

19/11/2020

A relação harmoniosa e respeitosa que as mulheres produtoras rurais desenvolvem com o meio ambiente, por meio da agroecologia, deve ser a mesma nos espaços de luta e nas famílias, principalmente com os companheiros. O alerta é da campanha “Com Violência Doméstica não há agroecologia” que será lançada nesta quinta-feira, dia 19/11, pela Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura (Acesa) e a Rede de Agroecologia do Maranhão (RAMA) junto ao GT de Mulheres e com o apoio do Fundo de Ações Urgentes da América Latina e Caribe/FAU-AL.
Serão 30 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres camponesas do Maranhão, sendo desencadeada pelas redes sociais. O lançamento oficial da campanha será feito durante o II Encontro de Mulheres da RAMA, que neste ano acontecerá online, no dia 19 de novembro, no horário das 14h às 16h, pela plataforma do Google meet: https://meet.google.com/wxq-xfda-znd.
A campanha tem como objetivo combater a violência doméstica, visando o enfrentamento às diferentes formas de violências sofridas pelas mulheres nas comunidades rurais de atuação da RAMA e de fortalecer os processos de auto cuidado e proteção as vítimas de violência em suas diversas esferas. [+]


Conteúdo relacionado: Campanhas, Destaque, Geral, Notícias

Associações agroecológicas lançam campanha de combate à violência contra a mulher no Maranhão

17/11/2020


Conteúdo relacionado: Campanhas, Destaque, Geral, Na Imprensa, Notícias

Movimentos sociais apresentam solução emergencial de 1 bi para alimentar população vulnerável

09/04/2020

Mais de 300 movimentos e organizações sociais do campo e da cidade apresentaram hoje ao Governo Federal uma proposta para fortalecimento do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), demandando o aporte emergencial de R$ 1 bilhão para esse mecanismo que ganhou relevância na crise do coronavírus. Endereçada aos governos federal, estaduais e municipais, a demanda prevê a mobilização de 150 mil famílias de agricultores, com a aquisição de 250 mil toneladas de alimentos, nos próximos três meses.

Coordenado pelos ministérios da Agricultura e da Cidadania, o PAA viabiliza a aquisição de alimentos da agricultura familiar para abastecimento de populações em situação de insegurança alimentar, incluindo o atendimento a hospitais, quartéis, escolas, restaurantes populares, asilos e outras entidades da rede socioassistencial.

“Nesse contexto da pandemia, é fundamental e urgente o fortalecimento do PAA, que tem a capacidade dupla de apoiar as atividades produtivas na agricultura familiar, ao mesmo tempo que permite o abastecimento e atendimento de famílias em situação de insegurança alimentar”, diz Denis Monteiro, secretário executivo da Articulação Nacional de Agroecologia, que mobilizou, até às 14h de hoje, mais de 300 organizações e movimentos em torno da proposta. [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

ACESA lança edital de contratação para Técnico/a de Campo

07/02/2020
A Associação Comunitária de Educação em Saúde e Agricultura – ACESA, torna público edital de contratação com a função de Técnico/a de Campo, para atuar junto as comunidades de atuação, desenvolvendo assessoria e acompanhamento técnico, social, ambiental e cultural com as famílias associadas. O processo de seleção compreenderá as seguintes etapas:
Recebimento de Currículos: 07 a 14/02/2020
Análise dos currículos: 17/02/2020
Entrevista: 20/02/2020
Resultado: 21/02/2020

Segue edital > EDITAL DE SELEÇÃO


Conteúdo relacionado: Destaque, Documentos, Geral, Notícias

Agricultura Familiar de base Agroecológica: cultivando sonhos, dando eco a vida.

27/01/2020

Foto: Ronald Nunes / Arq. ACESA

Atividade: Monitoramento de Atividade Produtiva

Data: 27/01/2020

Nome do Projeto: Agricultura Familiar de base Agroecológica: cultivando sonhos, dando eco a vida.

Família responsável pelo Projeto: João Augusto e Rosa Alencar

Em qual setor/área produtiva o projeto se encaixa? Suinocultura

Objetivo/Para que serve esse projeto?

Desenvolvimento da atividade produtiva da família, visando à melhoria da qualidade de vida, qualificando o processo produtivo, prezando por uma alimentação de qualidade garantindo segurança alimentar e nutricional.

Desenvolvimento do projeto

A ACESA vem acompanhando por meio de assessoria técnica, as atividades produtivas nas Unidades de Produção Familiar (UPF) de seus associados, orientando quanto a necessidade da diversificação nos setores produtivos, no intuito de garantir a soberania alimentar das famílias e comercialização do excedente, na lógica do mercado justo.

Na UPF de João Augusto e Rosa Alencar, localizada na Comunidade Baixão do Cipó – Poção de Pedras – MA, podemos vivenciar a aplicação dos conhecimentos técnicos em sintonia com os tradicionais nas atividades desenvolvidas pela família, como forma de garantir que a produção ofertada ao consumidor detenha o máximo de qualidade.

A produção de Suínos, em regime intensivo (confinados) faz com que a sanidade do animal esteja na sua totalidade, bem como a alimentação na qual é fornecida se torna um diferencial, uma vez que a mesma advém da produção da própria família. Além disso, a família se apropriou de conhecimentos técnicos para implantação da estrutura física, onde a limpeza e a desinfecção são realizadas diariamente, garantindo o bem estar dos animais, livre de doenças e levando ao consumidor a certeza de um alimento (animal) saudável.

“Pra eu produzir um alimento, eu penso primeiro na minha família, porque eu preciso saber que eles estarão comendo uma comida com qualidade, que não fará mal e é esse mesmo alimento que eu vendo na rua”. João Augusto.

Por: Ronald Nunes (Técnico de Campo)


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Relatório Institucional 2019 ACESA

>> relatorio institucional acesa 2019_compressed


Conteúdo relacionado: Destaque, Documentos, Geral, Notícias

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO – Vivencias Agroecológicas

25/11/2019

Atividade: Vivencias Agroecológicas

Data: Junho a Novembro de 2019

Responsável: Rozalia de Alencar e Ronald Nunes

Dados do Projeto: SEMEAR – Agricultura, Educação e Sustentabilidade na Diocese de Bacabal Maranhão.

Família responsável pelo Projeto:

Famílias agricultoras que recebem alunos para vivencias agroecológicas

Em qual setor/área produtiva o projeto se encaixa?

Hortaliças, criação de pequenos animais, culturas anuais, suinocultura, pomar, reserva legal, produção artesanal a partir da fibra de bananeira, beneficiamento de frutas, cultivo de cana de açúcar, produção de cachaça, dentre outros.

Objetivo/Para que serve esse projeto?

O projeto objetiva oportunizar aos alunos das EFA´s, colocar em prática a teoria apreendida nas escolas através da metodologia do aprender-fazendo.

Desenvolvimento do projeto

As vivencias agroecológicas constituem-se de momentos em que crianças, adolescentes e jovens oriundos das Escolas Famílias Agrícolas – EFAs passam período (2 semanas) em uma Unidade de Produção Familiar – UPF que desenvolve trabalhos da Agricultura Familiar com base na Agroecologia.

Nesse tempo os alunos são integrados nas atividades desenvolvidas juntamente com a família a partir de um planejamento prévio das atividades. [+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

ACESA constrói Plano Trienal para os anos 2020 a 2022

24/10/2019

A ACESA realizou nos dias 17 a 19 de outubro 2019, em sua sede, Bacabal (MA), o Seminário de construção do Plano Trienal para os anos 2021 a 2022. O Plano foi construído coletivamente e contou com a participação da diretoria, equipe e associados/as da ACESA; representantes de Organizações Parceiras; e colaboradores/as convidados/as. Esse processo foi conduzido pleo agrônomo Avanildo Duque.

O Seminário tinha como objetivos:

  1. Revisar o atual PEP 2013-2016, identificando o seu nível de realização em termos de alcance dos objetivos e das metas estabelecidas, bem como os impactos gerados (resultados duradouros), identificando os principais aprendizados que serão relevantes para orientar o planejamento do próximo ciclo.
  2. Atualizar a análise do contexto de atuação da ACESA considerando as dimensões externas e principias temas de interesse estratégico e seus rebatimentos na revisão e/ou consolidação de sua identidade, especialmente a sua missão institucional e visão de futuro, identificando as potencialidades e desafios colocados a partir deste contexto.
  3. Fortalecer as capacidades da equipe, direção e sujeitos de direitos estratégicos que são mobilizados pela ACESA no tocante a Abordagem Baseada em Direitos Humanos (ABDH).
  4. Construir um plano de intervenção estratégica para próximo triênio (2020-2022), revendo e redefinindo suas opções estratégicas, seus objetivos, ações e atividades que concretizarão a missão e visão de futuro.
  5. Sistematizar as principais referências para o Desenvolvimento Institucional da ACESA, no sentido de aprimorar a qualificação técnica e política de todos/as que compõem essa organização, inclusive o funcionamento e a gestão interna.
  6. Ajustar e atualizar o sistema utilizado para planejar, monitorar e avaliar as ações e atividades, com destaque para a operacionalização do plano estratégico elaborado.
  7. Traçar estratégias para consolidar as ações de comunicação prevista dentro do Plano de Comunicação da ACESA, também construído coletivamente e em parceria com o Instituto Sociedade População e Natureza – ISPN

[+]


Conteúdo relacionado: Destaque, Geral, Notícias

Próxima página »

Parceiros Misereor Kindermissionswerk PPP-ECOS Programa Pequenos Projetos Ecossociais
DoDesign Brasil